BLOG

Canvas

Canvas: Como fazer a proposta de valor da sua empresa

Você já parou para pensar em como está a proposta de valor do seu negócio?

A relação produto – cliente pode ser uma das dificuldades que um empreendedor tem ao criar um negócio. Até porque é essa relação que vai mostrar se o terão ou não interesse no seu produto ou serviço.

Por isso, ter uma proposta de valor bem elaborada e eficiente é essencial para o seu sucesso.

Então, se você não sabe fazer uma ou precisa melhorar, esse artigo é para você! Siga a leitura.

O QUE É O CANVAS?

O Business Model Canvas, ou também conhecido apenas como Canvas, é uma metodologia que tem como principal objetivo auxiliar o empreendedor a alinhar o seu negócio. Seja para desenvolver modelo novo ou existente.

Considerada também como uma ferramenta de gerenciamento, o Canvas é um um mapa visual dividido em seções onde são destacadas as descrições formais do negócio. 

Para além disso, o Canvas também pode servir como um guia para o planejamento estratégico. Logo, ele deve ser objetivo e estar em constante revisão.

Ou seja, ele é um recurso que auxilia na organização ajudando a criar soluções levando em consideração a demanda de seus clientes.

Após conhecer o conceito, vamos aprender mais sobre como funciona o Canvas.

Canvas
Imagem: Freepik

COMO FUNCIONA?

De forma geral, o Canvas segue quatro aspectos. Sendo eles:

  • Infraestrutura ou “Como?”
  • Oferta ou “O que?”
  • Clientes ou “Quem?”
  • Finanças ou “Quanto?”

Sendo assim, vamos explicar cada um deles.

Primeiramente temos a Infraestrutura. Ela se baseia em três pontos cruciais.

São eles:

  • Atividade chave: são aquelas mais importantes para a oferta de valor da empresa
  • Parceiro chave: se referem as alianças que complementam o modelo de negócio
  • Recursos chave: são os recursos necessários para criar valor para o cliente.

Nesse sentido, enfatizamos que os recursos chave são essenciais para dar funcionamento a empresa. E podem ser intelectuais, financeiros, humanos ou físicos.

Em segundo lugar, temos a oferta. Ou seja, ela descreve a oferta de valor.

Ou seja, é uma descrição geral de que forma a empresa se destaca em relação aos concorrentes e por qual motivo os clientes adquirem os seus produtos/ serviços.

Assim, são descritos os produtos e serviços ofertados pelo negócio para os clientes.

Já em terceiro lugar, temos os clientes. Nesse aspecto é descrito para quem são destinados a produção da companhia.

Logo, inclui três pontos principais. Sendo eles:

  • Segmentos de clientes: são detalhados os públicos alvos para os respectivos produtos/ serviços da empresa.
  • Canais de venda: você define o meio pelo qual os produtos chegam até o cliente, incluindo o marketing e a rede de distribuição.
  • Relacionamento com o cliente: você descreve a gestão de relacionamento com o cliente.

Por último, as finanças. Nesse aspecto você deve pensar sobre dois pontos essenciais. São eles:

  • Fontes de custos: refere-se a quais são os custos essenciais da empresa.
  • Fontes de receitas: é a maneira como a empresa gera receitas.

Posto isto, agora sim você estará preparado para de fato aprender como fazer uma proposta de valor. Vamos lá?

Canvas
Imagem: Site RockContent

ENTENDA COMO FAZER

Como citado anteriormente, o Canvas da proposta de valor é como um mapa ou resumo. Dessa forma, ele deve apresentar seções específicas para a descrição de um determinado produto e do cliente que se interessa por aquele produto em questão.

Com isso, é possível perceber quais são os produtos certos para cada segmento de cliente, assim como avaliar se um produto está se desempenhando bem no mercado.

No Canvas proposta de valor encontram-se o mapa da proposta de valor e o perfil do cliente. Ambos apresentam três segmentações cada, de acordo com o descrito abaixo.

SEGUIMENTO DO CLIENTE

Se você possui mais de serviço ou produto com mais de um perfil de clientes, preste atenção.

Se for esse o seu caso, é necessário fazer um Canvas para cada produto/ serviço que atende à públicos diferentes.

Logo, inclui três etapas importantes que vão complementar esse recurso.

A primeira etapa é a tarefa do cliente. Essa é a primeira seção que deve ser preenchida. Em síntese, ela indica quais são os desejos do cliente quando ele busca a sua empresa, bem como quais são as ações realizadas por ele em sua vida ou no trabalho e quais os aspectos que ele busca solucionar.

A segunda etapa refere-se as dores. Nesse ponto, tratamos sobre as dores que estão relacionadas à realização das tarefas. Ou seja, devemos especificar quais são os sentimentos diante dos obstáculos e resultados inesperados.

Por fim, o último aspecto são os ganhos. Esses são os benefícios e satisfações que o cliente busca em um produto/serviço. Também estão relacionadas às tarefas.

MAPA DE VALOR

O próximo passo é o mapa de valor. Ele é dividido de três formas, conforme a seguir:

  • Produtos e serviços: liste o que você tem para oferecer, como se estivesse organizando uma vitrine para os consumidores.
  • Alívio da dor: especifique como seu produto ou serviço gera valor.
  • Criação de ganho: relate como é possível que seus clientes obtenham ganhos com o seu produto ou serviço.

Que tal uma dica?

Canvas
Imagem: Freepik

Nesse tópico, você deve fazer algumas perguntas importantes. Por exemplo:

  • O que a sua empresa oferecerá aos clientes?
  • Quais os seus diferenciais?
  • Qual a frequência em que o cliente fará uso do seu serviço/produto?
  • Reduzirá os custos do seu cliente?
  • É um bom custo-benefício para ele?
  • Quais os benefícios que os clientes terão ao consumir os seus serviços/produtos?
  • Você conseguirá superar as expectativas do seu público?

Enfim, essas são alguns dos questionamentos que você deve fazer a si mesmo para, de fato, conseguir criar uma proposta de valor de sucesso.

Desse modo, podemos concluir que o Canvas é crucial para todo empreendedor. Afinal, ter uma proposta de valor bem estruturada e eficaz é chave para criar uma empresa que se destaque no mercado.

Lembre-se de fazer as perguntas certas e que a qualidade é melhor que a quantidade. Isto é, tenha uma proposta de valor mais bem estruturada do que vários modelos irrelevantes.

Tudo isso para que você consiga transmitir a mensagem correta sobre a sua empresa e mostrar que você tem a solução que eles precisam.

Mas, vai muito além! Usar o Canvas proposta de valor é essencial para que você tenha uma boa gestão dos seus processos para que você invista em tecnologias corretas e só assim consiga promover a sua empresa.

Gostou do nosso conteúdo? Confira mais dicas aqui para você ter uma empresa de sucesso!

Posts relacionados

Seja Vono

Tenha em suas
mãos a tecnologia
do futuro

BLOG

Precisa de Ajuda?